Apesar de distância, governo busca pontos de contato com parcela moderada do agro

0
167


Uma das instâncias em que isso vem sendo trabalhado é o Conselhão, que fez uma reunião temática com representantes do segmento nesta semana

FÁBIO ZANINI
SÃO PAULO, SP

Apesar de reconhecer que o agro tem problema ideológico com seu governo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não desistiu de tentar construir pontes com o setor.

Uma das instâncias em que isso vem sendo trabalhado é o Conselhão, que fez uma reunião temática com representantes do segmento nesta semana.

O governo avalia que há uma parcela do campo mais permeável ao debate. Fazem parte entidades como o Instituto Pensar Agro, ligado à bancada ruralista, a Sociedade Rural Brasileira e a Confederação Nacional da Agricultura.

Embora sejam unânimes na crítica ao MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), estes setores mais moderados aceitam debater uma pauta comum. O governo identifica discussões sobre financiamento, fertilizantes e titularização de terras como pontos de contato.

A dificuldade maior é de representatividade, uma vez que diversos produtores rurais não se sentem contemplados pelas lideranças com quem o governo tem conversado.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here