Após falhas no Enem, funcionário do Inep pede exoneração

0
182

[ad_1]

A saída de Robério acontece junto com outras mudanças que devem ocorrer após a troca na presidência do órgão

Juliana Braga

Robério Alves Teixeira, funcionário do Inep (Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) que vinha sendo criticado internamente por falhas no planejamento do novo Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), pediu exoneração

Segundo afirmou à equipe, ele vai voltar a dar aulas no Ceará, de onde veio. A saída de Robério, que exercia o cargo de coordenador-geral de Instrumentos e Medidas, acontece junto com outras mudanças que devem ocorrer após a troca na presidência do órgão.

Após diversas polêmicas, Danilo Dupas pediu exoneração e, no seu lugar, assumiu Carlos Eduardo Moreno Sampaio, um dos servidores mais experientes da autarquia e que respondia pela diretoria de Estatísticas Educacionais.

Robério period indicado a um cargo comissionado e recebia salário de R$ 10.373,30. De acordo com relatos, não period qualificado para a função e estava paralisando o setor. A maior preocupação period com o novo Enem, que começará a ser aplicado em 2024, e cujas definições devem estar concluídas até o closing do ano. Robério não havia sequer indicado quais funcionários da equipe iriam tratar do assunto.

Antes dele, foi exonerada a diretora de Avaliação Básica, Michele Melo, que havia promovido Robério mesmo após reclamação dos servidores da sua coordenação. Ela está afastada, a pedido, desde 5 de agosto.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

[ad_2]

Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here