Lula minimiza loteamento político de estatais: Acontece em qualquer país

0
100

[ad_1]

Lula também afirmou que a escolha de ministros do Supremo, de diretor-geral da Polícia Federal, de Procurador-geral da República

O candidato do PT à Presidência, Luiz Inácio Lula da Silva, minimizou nesta segunda-feira, 12, o loteamento político de estatais. “Acontece na democracia de qualquer país do mundo, quando você ganha eleição, você faz composição”, declarou o petista em sabatina da CNN Brasil. “Se a gente ganhar as eleições, esses partidos que integram a coligação vão participar do governo e vão ter direito de indicar aqui, como indicam na Alemanha”, acrescentou. De acordo com o ex-presidente, “não tem como fazer se não for assim”.

Lula também afirmou que a escolha de ministros do Supremo, de diretor-geral da Polícia Federal, de Procurador-geral da República e de diretores do conselho da Petrobras parte de “indicação de pessoas que participaram de seu processo” eleitoral, seguida de “investigação” e “avaliação” da Presidência e outros poderes. “O que não tem sentido é ganhar as eleições e o adversário indicar”, avaliou o petista.

Ao mesmo tempo, Lula tentou se defender dos escândalos de corrupção na Petrobras descobertos em seu governo. “Pessoas que indiquei na Petrobras eram pessoas com mais de 30 anos de empresa”, destacou o candidato.

Estadão Conteúdo

[ad_2]

Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here