Ucrânia confirma 29 mortos após ataque de míssil russo a prédio de Dnipro

0
75


Profissionais de emergência trabalharam durante a noite no prédio residencial onde viviam cerca de 1,7 mil pessoas

O número de mortos em um ataque no sábado de míssil russo contra um prédio na cidade de Dnipro, no sudeste da Ucrânia, subiu de 23 para 29 neste domingo, 15, informou o governador regional. Equipes de resgate ainda tentam retirar os sobreviventes dos escombros.

Profissionais de emergência trabalharam durante a noite no prédio residencial onde viviam cerca de 1,7 mil pessoas.

As mortes relatadas no Dnipro foram o maior número de civis mortos em um só lugar desde o ataque russo de 30 de setembro na região de Zaporizhzhia, de acordo com o projeto The Associated Press-Frontline War Crimes Watch.

Os ataques russos ocorreram no sábado e também visaram a capital, Kiev, e a cidade de Kharkiv, no nordeste do país.

A Rússia disparou 33 mísseis de cruzeiro no sábado, dos quais 21 foram abatidos, afirmou o general Valeriy Zaluzhny, comandante-em-chefe das forças armadas ucranianas.

O míssil que atingiu o prédio foi um Kh-22 lançado da região de Kursk, na Rússia, segundo o comando militar da Força Aérea. A Ucrânia não possui um sistema capaz de interceptar esse tipo de arma.

O presidente Volodymyr Zelenskyy informou que pelo menos 73 pessoas ficaram feridas e 39 pessoas foram resgatadas até a tarde de domingo. O governo da cidade em Dnipro disse que 43 pessoas foram dadas como desaparecidas.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Neste domingo, as forças russas atacaram uma área residencial na cidade de Kherson, no sul da Ucrânia, disse o governador regional Yaroslav Yanushevych em um post no Telegram.

Segundo informações preliminares, duas pessoas ficaram feridas.

Estadão Conteúdo


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here