Pista de Congonhas é interditada após fuga de cachorro em conexão

0
107


Segundo apurou a reportagem com um funcionário do aeroporto, o animal correu para o pátio dos aviões

Fábio Pescarini
São Paulo, SP

A fuga de um cachorro durante uma conexão da Latam provocou o fechamento da pista do aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, por volta das 13h30 desta quarta-feira (19). Mais tarde, por volta das 20h30, o animal de estimação foi encontrado, segundo a empresa.

De acordo com a empresa aérea, o incidente ocorreu no desembarque do voo LA3029 (Cuiabá-São Paulo) e o cachorrinho seguiria no LA3080 (São Paulo-Florianópolis).

Segundo apurou a reportagem com um funcionário do aeroporto, o animal correu para o pátio dos aviões. Pilotos que se preparavam para decolar foram informados de que era preciso esperar pelo resgate. Teria sido emitido um alerta de emergência.

Em nota, no fim da tarde desta quarta (19), a Latam disse lamentar profundamente o ocorrido e que estava atuando com equipes de buscas no entorno do aeroporto para encontrar o cachorrinho.

A companhia aérea confirmou que a pista de Congonhas precisou ser interditada por alguns minutos, mas que as operações já estavam normalizadas.

A Infraero disse que a pista ficou fechada por seis minutos, das 13h37 às 13h43. Dois voos sofreram atrasos para pousar, um de 25 minutos e outro de 27 minutos.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No fim do ano passado, a vira-lata Pandora desapareceu durante uma conexão no Aeroporto Internacional de Guarulhos, na Grande São Paulo. O animal só foi encontrado 45 dias depois e voltou para seu tutor em 30 de janeiro.

Pandora ia do Recife para Navegantes (SC) quando escapou da caixa de transporte -obrigatória para esse tipo de viagem- e desapareceu durante conexão de voo da Gol, em 15 de dezembro.

Nesse período, o tutor fez mobilizações nas redes sociais e contou com apoio jurídico e de grupos em busca da cachorrinha.

Na ocasião, a Gol informou que nunca deixou de prestar assistência e que lamentava o incidente. Afirmou, ainda, que, após o caso, adotou uma série de medidas na tentativa de encontrar Pandora.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Essa é a segunda vez no mês que Congonhas sofre com fechamento de pista por causa de um incidente.

No último dia 9, a pista principal de Congonhas foi bloqueada por cerca de nove horas após o estouro de um dos pneus de um jato executivo.

O acidente provocou um efeito cascata nos principais aeroportos do país. Ao todo, 230 voos tiveram de ser cancelados de domingo (9) a segunda-feira (10), quando o saguão registrou longas filas e esperas de até quatro horas.

Congonhas foi leiloado em agosto. Única concorrente, a espanhola Aena arrematou o aeroporto e mais dez terminais por R$ 2,45 bilhões.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Moradores de bairros próximos foram, em vão, à Justiça para tentar barrar o leilão, com receio de que o número de pousos e decolagens aumente.



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here